• Home
  • /
  • Resenhas
  • /
  • Livros
  • /
  • Filmes
  • /
  • Promoções
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Release
  • /
  • Cover
  • /
  • Contato
  • Como se Vingar de um Cretino #Resenha



    É possível ensinar a um notório sedutor uma lição? Lady Georgiana Halley acredita que sim. E a melhor forma é fazer o visconde Dare provar do próprio veneno!Lady Georgie está cansada de ver Tristan Carroway, visconde de Dare, partir os corações das jovens damas da sociedade londrina. Ela o considera um cretino por fazer isso sem remorso e porque também já caiu na sedução dele. Seis anos atrás, Tristan se empenhou em cortejá-la, tudo por causa de uma aposta que quase arruinou o futuro da jovem debutante. Disposta a se vingar, Georgiana acha a forma perfeita: seduzir o terrível visconde e abandoná-lo. Dessa forma ele aprenderá a respeitar os sentimentos das outras pessoas.Tristan está em um momento perigoso: sua família está à beira da falência e a única forma de solucionar o problema é se casando com uma herdeira que esteja interessada no título de viscondessa de Dare. Mas como é possível se aproximar e conquistar uma esposa se Georgiana Halley está sempre atrapalhando, seja batendo-lhe os dedos com um leque ou... simplesmente roubando o seu coração? Ser seduzido não está nos planos de Tristan, mas se Georgie acha que pode sair impune dessa lição, talvez ela esteja muito enganada!

    "Suzanne é uma das minhas autoras preferidas"– Julia Quinn


    Ano: 2018 / Páginas: 288
    Idioma: português
    Editora: Harlequin Brasil

    Resenha


    “ Entrelaçados, era tudo o que dizia, com um T assinado embaixo.”


    Momento lindo-maravilhoso deste livro ... Nunca mais olharei para lírios da mesma forma.

    Lady Georgiana Halley e suas amigas, Lucinda Barrett e Evelyn Ruddick estão impressionadas e indignadas com a falta de cavalheirismo dos homens a sua volta e por conta disso  resolvem criar cada uma uma lista de lições que acham importantes para meio que treinar um determinado homem a ser escolhido. A primeira a declarar guerra ao sexo oposto é Georgie que depois de ter sofrido nas mãos do destruidor de corações Tristan resolve que é hora do sedutor e libertino visconde tomar umas aulinhas de como cuidar corretamente de uma dama.

    “ Poderíamos mandar publicar nossas regras. Lições de Amor, por Três Distintas Damas.”

    Tristan, no entanto, está  atrás de uma herdeira para sanar os problemas financeiros de sua família que está a beira da falência e sob sua responsabilidade depois da morte dos pais.  A escolhida para ser cortejada é a jovem Amelia Johns que com sua fortuna e graça acaba atraindo a atenção de Tristan.

      Provavelmente será Amelia. Mas gostaria de ter a chance de avaliar toda a cesta de frutas antes de escolher o meu pêssego.”

    Ao perceber suas intenções, Georgiana resolve que é chegada a hora de colocar seu plano em prática mesmo não tendo necessariamente um plano definido e vai em buscar da vingança.

    Ela e Tristan se estranham há seis anos e ele acaba estranhando mais ainda quando ela começa a se aproximar dele sem atacá-lo sendo gentil e atenciosa.  Porem Georgie precisa prestar atenção ao próprio coração pois essa aproximação com o jovem sedutor pode ser um tiro no pé já que ela começa a perceber detalhes maravilhosos de Tristan que jamais imaginou que ele tivesse.

    Gostei de várias coisas no livro mas uma em especial para mim merecem destaque: a família de Tristan. Os irmãos dele são hilários e o relacionamento entre eles é muito fofo. Tristan cuida de forma bem protetora dos irmãos que juntamente com as tias Edwina e Milly fazem das cenas em família momentos de pura diversão. Eles trazem agilidade à história e são muito bem construídos. Destaque maior ainda para o pequeno Edward e sua conversa sobre vadiar. Poquei de rir nesta cena.

    Outro detalhe que gostei bastante foi a maneira como Suzanne Enoch constrói a trama, ela primeiro faz com que cada personagem veja realmente como é o outro, depois apresenta o momento de conquista do perdão e da confiança culminando com momentos finais em que os dois precisam lutar pelo amor.

    “- Sabe - disse ela, secando outra lágrima, sem saber se ria ou se chorava -, quando tudo isso começou, eu só queria lhe ensinar uma lição sobre as consequências de partir o coração de alguém. O que não percebi era que você também tinha algo para me ensinar: que as pessoas podem mudar, e que, às vezes, pode-se confiar no coração.”

    Narrado em terceira pessoa com cada capítulo sendo aberto por um trecho pequeno de uma obra de Shakespeare e com leve inspiração na obra Muito Barulho por Nada, Suzanne Enoch traz uma trama repleta de romantismo e sensualidade.

    4/5 estrelas.
    Beijos,Myl



    0 comentários :

    Postar um comentário