• Home
  • /
  • Resenhas
  • /
  • Livros
  • /
  • Filmes
  • /
  • Promoções
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Release
  • /
  • Cover
  • /
  • Contato
  • Sunny, O Lado Bom da Vida #Resenha



    Na melhor época do ano, Sunny Lewin é despachada pelos pais para passar o verão na Flórida, na casa de seu avô Patrick. Em um primeiro momento, Sunny pensa que a viagem até pode ser divertida, afinal, a Disney está na Flórida! Mas o lugar onde o seu avô vive não é nenhum parque de diversões. Está cheio de... pessoas velhas. Pessoas muito velhas. Por sorte, Sunny não é a única criança por lá. Ela encontra Buzz, um garoto completamente louco por histórias em quadrinhos, e os dois começam a arrumar boas aventuras: encaram jacarés comedores de bolas de golfe, recuperam gatos fujões e encontram vizinhos misteriosamente desaparecidos. No entanto, e acima de tudo, a questão permanece: por que Sunny foi mandada para a Flórida? A resposta revelará um segredo de família que Sunny logo poderá desvendar...

    HQ
    Infantouvenil
    Ano: 2018 / Páginas: 224
    Idioma: português 
    Editora: Editora SESI-SP



    Resenha

    " Não pensei que eu fosse terminar aqui."

    Vocês sabem que amo um bom e divertido infantojuvenil e quando vi essa capa tão leve e colorida ( bem verão - esta estação do ano bendita que está derretendo meus neurônios), eu sabia que precisava urgentemente desse livro.

    Li a Sinopse e ao perceber que é uma história em quadrinhos, fiquei mais curiosa ainda para conhecer esta garotinha que teve suas férias frustradas pela família, que não imaginou o rumo que sua vida iria tomar.

    Sunny é uma garota gentil e amorosa de dez anos que como diz o título adora ver o lado bom da vida. Ao saber que não iria mais viajar com os pais para a casa de praia onde sempre passava o verão com a melhor amiga, ela fica triste e confusa, pode-se dizer que até perdida mesmo por se sentir rejeitada pela família. Mas ela tenta encarar da melhor forma a ida à Orlando para ficar com seu avô.

    Como vê o lado positivo em tudo, ela acaba fantasiando passeios a parques de diversões, brincadeiras incansáveis com novos amigos e muita alegria, pois bem, não é bem isso o que ela encontra. Mesmo com todo o carinho de seu avô , ela fica desanimada ao ver que ele mora em um condomínio para idosos onde só tem idosos com atividades empolgantes de idosos, obviamente. Ela mesmo assim não deixa a peteca cair e acompanha o avô em todos os locais que ele a leva.

    Num dado momento, ela encontra um garoto disposto a viver muitas aventuras com ela e os moradores do condomínio e ele lança como um jato de ânimo nela. De início, ele apresenta a ela o universo dos super heróis e, aos poucos, eles se sentem os próprios heróis, mas algo deixa Sunny inquieta a medida que mergulha nessas histórias de pessoas disfarçadas salvando  mundo.

    O livro mistura  flashs do passado com o presente para ajudar o leitor a  perceber a real linha de condução da trama e o que motivou as mudanças de planos da família. Ao saber tudo o que Sunny passou achei ótima a escolha dos autores em não criar uma criança birrenta, rebelde e complexada e sim mostrar de uma forma leve e divertida como se deve  respeitar os mais velhos, tratá-los com carinho e principalmente eles  apresentaram como  abrir o coração.

    Nos agradecimentos finais, os autores explicam a inspiração para a criação dos quadrinhos, o que tornou mais interessante ainda a história . Amei os gráficos, cada detalhe encaixado para trazer para o leitor uma história singela e doce, mesmo na adversidade.

    5/5 estrelas









    0 comentários :

    Postar um comentário