• Home
  • /
  • Resenhas
  • /
  • Livros
  • /
  • Filmes
  • /
  • Promoções
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Release
  • /
  • Cover
  • /
  • Contato
  • Aos Perdidos, Com Amor #Resenha


    Sinopse

    Juliet Young sempre escreveu cartas para sua mãe. Mesmo depois da morte dela, continua escrevendo – e as deixa no cemitério. É a única coisa que tem ajudado a jovem a não se perder de si mesma. Já Declan Murphy é o típico rebelde. O cara da escola de quem sempre desconfiam que fará algo errado, ou até ilegal. O que poucos sabem é que, apesar da aparência durona, ele se sente perdido. Enquanto cumpre pena prestando serviço comunitário no cemitério local, vive assombrado por fantasmas do passado. Um dia, Declan encontra uma carta anônima em um túmulo e reconhece a dor presente nela. Assim, começa a se corresponder com uma desconhecida... exceto por um detalhe: Juliet e Declan não são completos desconhecidos um do outro. Eles estudam na mesma escola, porém são tão diferentes que sempre se repeliram. E agora, sem saber, trocam os segredos mais íntimos. Mas, aos poucos, a vida real começa a interferir no universo particular das confidências. E isso pode separá-los ou uni-los para sempre. Entre cartas, e-mails e relatos, Brigid Kemmerer constrói uma trama intensa, repleta de descobertas e narrada sob o ponto de vista dos dois personagens. Uma história de amor moderna de arrebatar o coração.

    Ficção / Jovem adulto / Literatura Estrangeira / Romance
    Ano: 2017 / Páginas: 430
    Idioma: português
    Editora: Plataforma21


    Resenha
    Gente! Cada vez mais eu fico mais assombrada com os poderes mediúnicos da internet, ela com seus algoritmos conseguem saber exatamente o que eu quero... Meu Deus do Céu! 



    Eu recebi indicação deste livro no lançamento americano mas não consegui me inscrever a tempo para concorrer a um ARC. Então quando recebi como sugestão da nossa Amazon, eu parei....dei um grito...e corri para meu cofrinho. Pois é claro que eu iria gastar até meu ultimo centavo, mas eu  teria ele na minha mãos. Custe o que custasse e realmente ele custou caro, mesmo em promoção, mas valeu cada moedinha...cada centavinho investido.

    A sinopse já apresenta um panorama bem geral do que você vai enfrentar pela frente, mas nada me preparou para tudo com que me deparei durante a leitura, por isso não falarei muitos detalhes para não soltar nenhum spoiler.

    A escritora se utiliza do velho clichê de comunicação anônima para apresentar uma história de dor, perdas, angústia, superação, valorização e claro um amor juvenil de quebra para embalar o corazãozinho sofrido e suspirante da Gata.

    Com frases impactantes e atitudes fortes, os personagens interagem construindo uma narrativa extremamente dinâmica e acelerada, sem perder a ternura e sem deixar de mostrar os detalhes pessoais de cada um: os sentimentos, as dúvidas , a visão do mundo e como o mundo os vê. 

    "No entanto, sua dor pelo meu alter ego se derrama pela tela, e meu peito se expande com a pressão."

    Achei muito interessante como Brigid Kemmer não precisou usar do expediente de personagens tímidos em excesso ou namoradores ou rebeldes sem causa ou nerds para mostrar a rotina de uma escola um ensino médio. Além dos relacionamentos familiares conflituosos típicos desta fase. Porém... todavia...contudo... Foi nesse ponto que eu me decepcionei um pouco pois a justificativa para atitude da mãe de Declan a meu ver foi incoerente com a forma como ela demonstrava o sentimento pelo filho. Não consegui comprar a ideia transmitida, mas quem sabe foi uma percepção minha mesmo. Aí só você lendo o livro e vindo aqui me contar para eu saber.

    Em compensação, a situação com a família de Juliet foi muito bem elucidada e resolvida, claro que não foi simples e sem dor, mas me fez amar muito.
    Os personagens secundários também foram muito bem construídos trazendo diversos momentos de lealdade e amor. Já estou ansiosa para ler o livro de Rev.

    A capa e o título ficaram perfeitos para o livro e mesmo diferentes do americano por poucos detalhes, transmitem bem a mensagem da trama.
    A tradução e revisão gramatical deixaram a desejar em alguns momentos, mas não atrapalha em nada o entendimento do livro que para mim já é um dos melhores do ano.
    5/5 estrelas
    Beijos, Myl  

    0 comentários :

    Postar um comentário