• Home
  • /
  • Resenhas
  • /
  • Livros
  • /
  • Filmes
  • /
  • Promoções
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Release
  • /
  • Cover
  • /
  • Contato
  • A Fabulosa Gilly Hopkins #Resenha


    Sinopse
    Não recomendado para menores de 14 anos
    filme de 2016

    Gilly Hopkins (Sophie Nélisse), uma incontrolável menina de 12 anos, vive indo e vindo de lares adotivos. Até que ela é enviada para a casa da estranha família Trotter e conhece Maime Trotter (Kathy Bates). As duas se unem e tentam armrar um plano de fuga e assim achar a mãe biológica de Gilly.

    Elenco ( retirado do site Adoro Cinema)





    Sophie Nélisse

    Sophie Nélisse
    Personagem : Gilly Hopkins




    Kathy Bates

    Kathy Bates
    Personagem : Maime Trotter




    Glenn Close

    Glenn Close
    Personagem : Nonnie Hopkins




    Octavia Spencer

    Octavia Spencer
    Personagem : Miss Harris




    Julia Stiles

    Julia Stiles
    Personagem : Courtney Rutherford Hopkins




    Bill Cobbs

    Bill Cobbs
    Personagem : Mr. Randolph




    Clare Foley

    Clare Foley
    Personagem : Agnes




    Billy Magnussen

    Billy Magnussen
    Personagem : Ellis



    Resenha



    Como vocês sabem sou leitora voraz e minha filha menor sempre morre de ciúmes de meus livros então vira-e-mexe ela me chama para assistir um filme com ela. Interessante que ela ama filmes de comédia escrachada mas como ela percebeu que eu não gosto ,agora coloca mais romance, drama ou aventura. Tudo bem que eu  sempre vou com meu livro debaixo do braço e muitas vezes fica mais lendo que assistindo mas algumas vezes como foi o caso deste filme, eu simplesmente não consigo ler.

    A Fabulosa Gilly Hopkins conta a história da geniosa e determinada Galadriel Hopkins ,garota que não aceita conformadamente seu destino em lares adotivos pois acredita que como a mãe está viva a vida com ela seria muito melhor. Ela faz de tudo  para não se adaptar a lugar algum . A atriz que a interpreta é a versátil Sophie Nélisse que ganhou destaque ao interpretar brilhantemente  a protagonista de A Menina que Roubava Livros.

    Tudo começa justamente com o assistente social dela ( um gato de belos olhos azuis por sinal 
    e que evidentemente já me fez abrir os olhos para o assim que apareceu...hehehehe) tentando convencê-la de que o lar da Sra. Trotter é um lar tranquilo e muito bom para a garota. Claro que ela não aceita de bom grado e fará de tudo ao seu alcance para rever a mãe e sair de lá.



    O filme conta com um elenco de primeira e começa um pouco monótono pois vai apresentando cada personagem e sua relação e relacionamento com Gilly que  inicialmente é uma criança extremamente irritante e teimosa. Com avançar da história algumas surpresas vão acontecendo e Gilly precisará aprender a lidar com as consequências de seus atos além de começar a perceber quem realmente é a família dela e dar valor ao carinho que recebe de pessoas que a amam.

    Amei demais a relação dela com a colega Agnes, uma tagarela que simplesmente rouba a cena quando aparece com seu jeito ingênuo e ao mesmo tempo realista.


    O garoto Ben é outro destaque positivo com seu jeitinho traumatizado e doce que acaba conquistando  o coração de Gilly e o nosso também.

    Outro destaque é o sábio Sr Randolf que consegue trazer momentos emocionantes e engraçados ao filme. Alem da professora de Gilly que promove grandes embates com  a garota.


    Resumindo, amei demais a trama que me surpreendeu positivamente não só pelas atuações como também pela forte mensagem .Não preciso nem dizer que chorei no final e que minha filha adorou também .
    Super recomendo .

    5/5 estrelas.
    Beijos,Myl




    0 comentários :

    Postar um comentário