• Home
  • /
  • Resenhas
  • /
  • Livros
  • /
  • Filmes
  • /
  • Promoções
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Release
  • /
  • Cover
  • /
  • Contato
  • Unloved #Resenha ARC Review


    Synopsis
    My name is Cassidy Porter...

    My father, Paul Isaac Porter, was convicted twenty years ago for the brutal murder of a dozen innocent girls.

    Though I was only eight-years-old at the time, I am aware - every day of my life - that I am his child, his only son.

    To protect the world from the poison in my veins, I live a quiet life, off the grid, away from humanity.

    I promised myself, and my mother, not to infect innocent lives with the darkness that swirls within me, waiting to make itself known.

    It's a promise I would have kept...if Brynn Cadogan hadn't stumbled into my life.

    Now I exist between heaven and hell: falling for a woman who wants to love me, while all along reminding myself that I must remain...

    Unloved.


    Sinopse
    Meu nome é Cassidy Porter ...

    Meu pai, Paul Isaac Porter, foi condenado há vinte anos pelo assassinato brutal de uma dúzia de garotas inocentes.

    Embora eu tivesse apenas oito anos de idade na época, estou ciente - todos os dias da minha vida - que eu sou seu filho, seu único filho.

    Para proteger o mundo do veneno nas minhas veias, vivo uma vida tranquila, isolado, longe da humanidade.

    Prometi a mim mesmo e à minha mãe não infectar vidas inocentes com a escuridão que se arrasta dentro de mim, esperando uma oportunidade aparecer.

    É uma promessa que eu teria mantido ... se Brynn Cadogan não tivesse tropeçado em minha vida.

    Agora eu existo entre o céu e o inferno: apaixonado por uma mulher que quer me amar, enquanto me lembro que devo permanecer ...

    Sem ser amado.




    Resenha

    Confesso que peguei esse livro  por ter me apaixonado para essa capa e ser fã da escritora , nem tinha lido a sinopse  que só li quando recebi o mesmo e me intrigou mais ainda para saber como seria abordado este assunto tão delicado e controverso até mesmo para os cientistas : o preconceito vindo de uma suposta carga genética inevitável.
    Como disse o tema é polêmico e apesar de ter estudado muito pouco de psicologia na faculdade sempre acreditei que o meio também tem uma força grande de influência na vida das pessoas.
    Enfim....Não estamos aqui para discutir isso, não é mesmo? Vocês querem saber o que achei do livro e eu quero  contar como me apaixonei por Cass.

    Narrado em primeira pessoa alternadamente por Brynn e Cassidy, o livro começa com Brynn contando como uma situação mudou a vida dela  logo no prólogo . Cassidy também narra sua vida entre passado e presente para mostrar seu relacionamento com o pai e a família e porquê realmente precisou  viver na afastado do mundo.

    Num momento forte do livro, essas duas pessoas improváveis se encontram e aos poucos  vão se conhecendo e se encantando um com o outro. Brynn é um garota doce e precisa fechar uma porta do passado e Cass é um garoto que passou a vida isolado da sociedade por acreditar que representava um perigo a mesma por causa de tudo que seu pai fez. O amor dos dois é lindo e puro e ver como Cass vai percebendo as sensações novas que experimenta com Brynn é perfeito.

    Com uma escrita fluida e envolvente, Kate Regnery me sugou para a trama e me deixou totalmente sem chão com as revelações que foi apresentando do meio para o fim do livro culminando num fechamento apoteótico , romântico e emocionante.

    Gostei demais da trama ,dos personagens e da forma como ela construiu a história, só não favoritei pela forma determinista como tratou o assunto ,como expliquei lá em cima acredito que mais fatores possam influenciar a vida das pessoas.

    4/5 estrelas
    Beijos, Myl


    Review
    I confess that I took this book because I fell in love with this cover and be a fan of the writer, nor had I read the synopsis that I only read when I received the ARC  and was even more intrigued to know how it would be approached this subject so delicate and controversial even for the scientists: the prejudice coming from a supposed inevitable genetic load.
    As I said the subject is controversial and despite having studied very little of psychology in college I always believed that the family´s love and how the person is educated also has a great force of influence in people's lives.
    Anyway ... We're not here to discuss this, are we? You want to know what I found out of the book and I want to tell you how I fell in love with Cass.

    First person narrated alternately by Brynn and Cassidy, the book begins with Brynn telling how a situation changed her life  in the prologue. Cassidy also recounts his life between past and present to show his relationship with father and family and why he really needed to live out the world.

    At a strong moment in the book, these two unlikely people meet and gradually become acquainted and enamored with each other. Brynn is a sweet girl and needs to close a door from the past and Cass is a boy who spent all his life isolated  of society believing that he could be a danger to it because of everything his father did. Their love is beautiful and pure and seeing how Cass is noticing the new sensations he experiences with Brynn is perfect.

    With a fluid and engaging writing, Kate Regnery sucked me into the plot and left me totally floored with the revelations I was presenting from the middle to the end of the book culminating in an apotheosis, romantic and thrilling ending.

    I liked the plot, the characters and the way she built the story, just not the deterministic way she treated the subject, as I explained up there, I believe that more factors can influence people's lives.

    4/5 stars
    Kisses, Myl








    0 comentários :

    Postar um comentário